“A’Flora”, espetáculo para bebês é apresentado na creche Ze Du

“A’Flora”, espetáculo para bebês é apresentado na creche Ze Du

Campo Grande (MS) – Uma sala improvisada do CEI José Eduardo Martins Jallad – Zedu, no Parque dos Poderes, foi palco para a apresentação do espetáculo A’Flora na manhã desta quarta-feira (26/10). A peça já havia sido apresentada na última sexta-feira (21/10) para outro grupo de crianças de 2 a 3 anos da creche Zedu e também foi levada para a creche do Hospital São Julião. As apresentações foram uma realização da Fundação de Cultura em parceria com a Secretaria de Educação em comemoração ao Dia das Crianças.

Os pequenos ficaram atentos e observavam cada movimento dos atores Ângela Montealvão e Leonardo de Castro, bem como dos estímulos durante a apresentação, com objetos, aromas, e música, com violão e violino, que de forma bastante lúdica e intimista apresentaram o teatro abordando a temática do meio ambiente. “A’Flora não tem uma história linear, mas conta com uma dramaturgia dos ciclos da vida, inclusive a morte, quebrando tabus de que não se pode falar de morte para os bebês”, disse a atriz Ângela Montealvão.

O espetáculo é resultado de uma pesquisa de dois ano e meio com uma linguagem voltada para bebês e que ainda é pouco explorada no Brasil e os atores que assinam a direção conjunta do espetáculo se basearam no trabalho pioneiro que a companhia Sobrevento de São Paulo desenvolve. “O teatro para bebês é o teatro na sua essência, sem artifícios, entretenimento, é uma tentativa de um teatro mais poético possível, destaca Montealvão. A peça ​produzida pelo ator Vítor Samudio ​também já foi apresentada em Corumbá e os atores estão preparando uma temporada em Campo Grande.

Para diretora substituta da creche Zédu, Evanilce Carmo, o teatro serve para a formação da criança, não só no crescimento cultural, mas para a formação como indivíduo, “a escola é uma espaço do conhecimento e da aprendizagem, assim as artes, dança, teatro, musica vem para contribuir para o desenvolvimento perceptivo da criança,” frisa Carmo, que ainda completa, “a questão ambiental é uma questão de sobrevivência no mundo. Quanto mais cedo se trabalhar esse tema, mas vai contribuir para a conscientização das pessoas”.

Assessoria de Imprensa FCMS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *